Europa 16/11/17

Antuérpia

Entre Amsterdã e Bruxelas fizemos uma parada estratégica na cidade dos diamantes! Na Estação Central, que por sinal já é um ponto turístico, deixamos as malas no guarda volume e fomos bater perna na cidade.

Estação Central

A Antwerpen Centraal foi eleita uma das mais bonitas do mundo! São quatro andares andares…

… e uma fachada belíssima.

Saindo da estação fomos pela avenida principal: a Meir (uma das principais ruas de compras) até o centrinho da cidade.

Ah! Um detalhe: sabe porque o nome Antuérpia? Segundo a lenda, um gigante chamado Druon Antigoon, apossou-se do castelo às margens do Rio Escalda e cobrava pedágio de quem tentasse atravessar o rio. Quando as pessoas não podiam pagar, ele cortava as mãos delas e jogava no rio. Silvius Brabo, um soldado romano mítico, tornou-se um herói da cidade quando desafiou o gigante. Assim como o gigante fazia com suas vítimas, Brabo também cortou as mãos dele e as jogou no rio.

A estátua de Brabo encontra-se na frente da Prefeitura na Grote Markt.  Esta lenda é a origem do nome Antuérpia: Hand Werpen (=mãos arremessadas, em holandês), que mais tarde foi modificado para Antwerpen, que significa Antuérpia em holandês.

Estátua do Gigante em frente ao Castelo Het Steen

Passamos na Chocolate Line, famosa loja de chocolate localizada no Royal Palace, o lugar onde morou Napoleão e a  família real da Bélgica.

Depois de apreciar os chocolates, fomos comer Batata Frita!! Claro que chegando na Bélgica seria uma das coisas que iria comer.

E a tradicional é assim: com maionese!!!!!

Comemos bem pertinho da Grote Markt, depois seguimos para a  Catedral de Notre Dame, um dos principais pontos da cidade.

Para almoçar fomos a um dos Restaurantes da Grote Markt, super indico um italiano com atendimento super atencioso: Bella Pátio. E brindamos com…. Cerveja!

Ficamos ali bebericando e apreciando a vista da praça com a Prefeitura da cidade.

Para fechar nossa visita, no caminho de volta a estação, comemos um belo waffles!

Se tiver a oportunidade, não deixe de visitar a segunda maior cidade da Bélgica, tem bons restaurantes e muita história nessa região dos Flandres.

Comentários